Pode ser que você nunca mais veja o Brasil ganhar uma copa…e a culpa é da tecnologia !

Tecnologia, ó tecnologia ! Inimiga número 1 da emoção nos esportes. Primeiro ela acabou com uma das maiores alegrias do brasileiro: A Fórmula 1. Agora é a vez do futebol !

Antes de eu nascer, os mais velhos falavam que o Brasil tinha melhores jogadores porque onde quer que você andasse , você sempre encontrava um campo de futebol informal. A medida que a civilização foi se desenvolvendo isso foi acabando, mas mesmo assim tínhamos lastro o suficiente para produzir bons jogadores mesmo em menores quantidades.

Futebol costumava ser um jogo de malícia, malandragem mesmo… Bons malandros que sabiam jogar bola se tornavam os melhores profissionais. Questão de gingar, de fintar adversários, saber cavar uma falta. Mas junto com esse pacote vinha a personalidade do jogador. Como disse: Ter malandragem, malícia. Geralmente eram caras ambiciosos, malucos, comedores, marrentos… Mais ou menos como roqueiros nos anos 70 e 80.

E ai veio a tal da Internet e com ela a cultura do politicamente correto. Onde pessoas fiscalizam umas as outras, julgam, apontam o dedo, filmam e postam no “feiçe”. Nos tempos atuais ser pegador é errado e ser “pegadora” é o máximo do empodeiramento. Resultado: Jogadores tendo que negar que comeram certas modelos ! Não é mais motivo de orgulho ! Pense que se fosse um Edmundo da vida iria falar: Peguei mesmo ! Fiz ela me chupar inteiro e depois paguei o taxi !

E com a Internet e seus fiscais por ai, não há espaço para malandragem. Jogadores não podem mais sair por ai comendo indiscretamente a mulherada, não podem mais ir pra balada se embriagar e fumar charutos e cigarros como faziam… Conseguem imaginar um Romário nos tempos atuais ? Ele era mulherengo, vivia faltando em treinos porque ia pra balada no dia anterior…Mas na época não tinha gente na balada com celulares para filmá-lo, tinha ? Mas o peixe era um bom malandro e ia lá e resolvia a parada, não é mesmo ?

Que tal Ronaldinho ? Mesmo aquela fala mansa de bonzinho, já foi flagrado com 3 travecos em um motel ! Fumava cigarros, comia muito… Coitado, se ainda jogasse ele jamais iria poder ir em hamburguerias.

Resumindo: Para o Brasil ser campeão um dia, vamos precisar de mais Kakás…Esse é excessão…Bom moço, religioso, educado, sereno…Mas vamos encarar a realidade: Não dá pra ter um times de Kakás – É uma raríssima excessão e nunca vi um time com 2 Kakás.

Ah, e agora tem o VAR ! Juiz contando com a tecnologia para a tomada de decisões. Que lástima, não ? Usar o poder de persuasão para persuadir o juiz também faz parte da malandragem. Cavar faltas…que mais… Por mais que isso pareça algo bom, as imperfeições do futebol é um tempero muito importante.

Bom, eu vi a seleção Brasileira ser campeã duas vezes. Pode ser que meus filhos jamais vejam. Uma pena !